domingo, 21 de setembro de 2014

A Importância do Círculo de Mulheres


Precisamos (re)aprender a nos apoiar como mulheres e reconhecer, novamente, a força feminina. Não falo de política, mas sim de atitudes. Não recrimino os homens, mas os incluo nesse movimento. Pois, eles também têm a sua sensibilidade afetada pela opressão sofrida ao elemento feminino nos últimos séculos.
Fortalecer os grupos de  mulheres ajudam a sustentar a reconexão com o lado natural de ser. A ligação com a Mãe Terra se dá pela mulher, que no seu organismo vivencia seus ciclos em comunhão com a vida-morte-vida. A mulher está afinada com o conhecimento dos elementos da natureza, com a percepção das emoções, com a intuição. Ela é guiada pela sabedoria da Lua. Ela compreende os círculos e seus entornos.
Nos últimos séculos, historicamente, fomos sendo distanciadas de nosso centro de poder. Esse movimento segregou os atributos femininos causando graves conflitos de identidade e personalidade. Além disso, as atribuições da mulher na sociedade passaram a se confundir. E costumes que na era do matriarcado eram aceitos, em um instante passaram a perder significado. Tudo isso em nome de posses, disputas, guerras.
Reunir as mulheres para compartilhar as suas sabedorias passa longe de regressar há um período remoto da humanidade. Na verdade, o propósito desse movimento é nos reconhecer. Ou seja, conhecer de novo os segredos da terra e suas curas. Além de compreender melhor os movimentos internos que ocorrem com cada uma de nós e entender a causa de muitos efeitos que sofremos por não podermos mais exercer o nosso feminino com toda a sua expressão.
Parando para refletir, em muitos aspectos da nossa vida cotidiana podemos perceber o distanciamento do elemento feminino. Ou seja, o distanciamento do nosso lado Ser. O mais doloroso fisicamente são as cólicas menstruais e a TPM. Mas, é preocupante o excesso de consumo que nos é imposto inconscientemente. A falta de conexão com a essência feminina nos afasta da saciedade, produzindo a sensação de falta. Para suprir essa falta e os incansáveis desejos nós compramos. Compramos qualquer coisa!
E assim, esquecemos o Ser Mulher, de alimentar a nossa essência, de comungar com a Terra e respeitar os seus ciclos, de aprender com a lua, de ensinar aos nossos filhos sobre nutrição física, mental e espiritual. Somos fortes, e somos mais fortes quando nos unimos, pois toda a natureza vem pelo poder feminino!

Nenhum comentário:

Postar um comentário