quinta-feira, 19 de dezembro de 2013

Amor, amor... Amar!


Difícil descrever o amor, pois nessa tentativa estamos limitando em palavras o sentimento que empregamos em todos os nossos atos, ou pelo menos deveria ser assim... Muito melhor que dizer é sentir o amor. E praticá-lo pode ser desafiante, porém não há nada mais estimulante que permitir-se descobrir as nuances do amor. Através do caminho do amor você é convidado a contatar com o seu coração para descobrir o espaço que existe dentro dele e aprender a compartilhá-lo com os demais!

Onde estivermos é importante trazer a presença do amor. O universo nos coloca em diversas oportunidades para manifestá-lo. E nunca é demais abusar dessa energia construtiva. Porém, nem todos estão preparados e dispostos a sentir com intensidade o amor. Se estiver diante de uma situação assim continue agindo com amor e entregue ao destino, cujo pai é o tempo e a mãe a sabedoria!

Caminhar é necessário, contemplar é importante!


Estar presente no aqui agora, curtindo a sua própria jornada, te preenche de experiências que transformam a vida em sentimento de totalidade. Se você é daqueles que cultivam histórias e lembranças desagradáveis, está perdendo tempo em contemplar as belezas que estão neste momento diante de seus olhos. Também, se você prefere ficar projetando futuros na expectativa do amanhã, está deixando para atrás as sementes que poderiam ser plantadas hoje.

Por vezes pensamos que a compensação por nossos sacrifícios estará ali adiante. Escolhas são necessárias sim, e, nem sempre as decisões à serem tomadas são simples e fáceis. Porém, se estamos cultivando o momento presente com boas intensões e praticando nossos valores e ideais os "presentes" aparecerão ao longo da estrada em diversos formatos. Basta estarmos disposto à percebe-los e recebe-los com gratidão, pois somos merecedores sempre.

Be Happy!!!

domingo, 8 de dezembro de 2013

Um bordado feminino

No dia 1 de dezembro de 2013, ocorreu a primeira Roda Cigana, em Novo Hamburgo (RS).


Muito mais que uma roda de mulheres, esse evento ficou marcado como um grande encontro.


Primeiramente, nos encontramos umas às outras. Nos sentamos para dizer e ouvir sobre quem somos e o que queremos. Dentre relatos diversos tivemos presente em cada um a forte busca pelo "ser mulher" com intensidade e profundidade. Numa abordagem feminina que não exclui o masculino, pelo contrário é receptivo a ele.


Alinhavados os propósitos, seguimos na dança que descobriu a essência de cada especiaria da Cultura Cigana. A canela vivenciada no Hino Cigano Djelem Djelem nos trouxe a sensação quente da jornada pela terra. O cravo nos levou a olhar para fora e ver além de nós mesmas. O açúcar-mascavo nutriu a nossa alma levando doçura para as partes sofridas. A noz-moscada proporcionou alegria e o anis-estrelado trouxe a esperança para seguirmos na nossa caminhada.


De forma geral, nosso encontro também foi um reencontro consigo mesma e das "coisas" escondidas nas profundezas da nossa terra. Muitas vezes, não queremos contatar com lembranças desagradáveis ou dolorosas, ou mesmo com situações ou condições onde nos sentimos com vergonha e desajustadas. Porém, essa Roda permitiu a tona dessas estruturas conscientes ou não, e possivelmente o entendimento e a transformação delas.


Por isso foi tão intenso. Cada passo, cada gesto possibilitou a acolhida da nossa verdadeira expressão, e então, formamos nessa Roda um lindo bordado feminino.


segunda-feira, 25 de novembro de 2013

As Mulheres são Feitas...

As mulheres
são feitas de música
dos sons de estrelas
das águas da cachoeira
das ondas do mar

As mulheres
são embaladas de dança
de bater o pé
de mãos unidas
em canto sagrado

As mulheres
são feitas de sonho
dos sonhos de Deus
do sonho do amor
do filho que ainda não veio
dos sonhos de sonhar
As mulheres
são perfumadas de flor
das flores do campo
do jardim de casa
da rosa, do cravo
do jasmim
da cerejeira
As mulheres
são pintadas de arco íris
com cores de mar
do céu infinito
com nuances de mata
pinceladas com fogo
As mulheres
são belas
são feras
são doces
mas não se enganem
As mulheres
são rubro sangue
e sabem-se armadas
ferozes
felinas.....
As mulheres
são água que flui
são fogo que queima
terra que sustenta
e o ar dos teus sonhos!!!


Rose Kareemi Ponce

Women's Circle

quarta-feira, 13 de novembro de 2013

O Ser e a Água

O planeta Terra é composto por 71% de água, sendo que 97% está nos oceanos, 2.4% em geleiras e calotas polares e 0,6% em rios, lagoas, lagoas e águas subterrâneas. Rodeados por tanta água é impossível imaginar que algum dia este elemento essencial para a nossa existência possa chegar ao fim.

A água se move no nosso planeta em um ciclo fechado e contínuo que compreende a evaporação, precipitação e escoamento interligando a atmosfera, a hidrosfera e a litosfera (solo). Ela é u único elemento que existe nos três estado da matéria - sólido, líquido e gasoso - conferindo uma transferência contínua de água de um estado para o outro. Por isso ela é considerada um veículo de transporte de nutrientes, diluidora de sólidos e resíduos e reguladora dos sistemas energéticos da Terra.

Assim como nesse organismo macro que nos acolhe chamado planeta Terra, o nosso corpo também é composto essencialmente por água, cerca de 70%. A hidratação é fundamental para a nossa condição de vida, pois também estamos sob influência do ciclo hidrológico em nosso organismo. Ela transporta nutrientes e detritos celulares resultantes do metabolismo, além de hormônios e enzimas e outras substâncias. Tem efeito lubrificante nas articulações, regula a temperatura, facilita a eliminação de toxinas. Sem uma hidratação adequada o organismo acumula toxinas, pois aumenta a concentração de sólidos e é preciso compensá-la com a retenção de líquido.


A maior concentração de água no corpo está no cérebro. Muitas dores de cabeça deixariam de existir se bebêssemos mais água. Consequentemente, os níveis de estresse, ansiedade, problemas intestinais, respiratórios e articulares também reduziriam devido a boa qualidade da circulação de líquidos e eliminação de toxinas.

Num campo de observação mais sutil, em nossos corpos energéticos a água é um fluido essencial, pois está diretamente relacionada às nossas emoções. Da maneira que lidamos com as nossas emoções somatizamos sintomas no corpo físico onde a influência da água está diretamente relacionada. Por exemplo, se a personalidade do indivíduo tiver características mais resistentes e inflexíveis é provável que as articulações serão afetadas. Por outro lado se o indivíduo tem dificuldades em se posicionar diante o mundo devido ao medo e ansiedade problemas gastrointestinais podem surgir.

A água age melhorando o fluxo energético nos campos vibracionais devido a sua condição polar. Nesse sentido, compreende-se que se há medo, existe coragem, se há tristeza, existe alegria, se há ira, existe a tranquilidade... e assim por diante. Da mesma forma que ela atua no transporte e eliminação das toxinas da Terra e do nosso corpo físico ela também realiza esse trabalho em nosso campo vibracional transformando estados negativos de consciência e padrões positivos. Como estamos num infinito processo de mutação devido a interação, reflexão e reação ao ambiente que vivemos é muito importante cuidar da água em toas as sua formas e manifestações. Pois, cuidar da água significa cuidar da vida.

FLORES E CURAS III

 - Victoria-Regia
Planta originária da Amazônia, suas folhas arredondadas podem chegar até 2 metros de diâmetro. Esta planta flutua levemente pela água e pode sustentar o peso de um coelho. Existem várias lendas que contam a história da Victoria-Regia, uma delas diz que Naiá, uma índia, admirada pelo brilho da lua nas noites quentes à beira do rio desejava tocar a lua. Então, em uma bela noite Naiá mergulhou no rio banhando-se pelo reflexo da lua e nunca mais voltou. A lua, com pena da moça, a transformou em uma flor gigante - Victoria-Regia - com inebriante perfume e pétalas que se abrem à noite para receber o brilho da lua. Essa flor favorece a transcendência dos medos ocultos e ressentimentos através do desabrochar da intuição e escuta interior. Auxilia na libertação de padrões de comportamentos negativos arraigados na alma que precisam ser modificados pelo desapego trazendo aceitação e entendimento!



 - Cactus
Os Cactus são plantas nativas das Américas e Caribe. Existem em ampla variedade e possuem raízes rasas que se estendem pela superfície do solo para coletar água. São capazes de absorver muita água em poucos dias conferindo habilidade em formar novas raízes e permanecer durante longos períodos de seca. Todas as variedades de Cactus florescem e passam a florescer na mesma época do ano da primeira floração. São resistentes e se adaptam a diversos locais. Por viverem em lugares onde outras plantas nem sequer floresceriam, as flores dos Cactus nos ensinam a perseverar enfrentando os sentimentos reprimidos de inadequação. Mesmo em "tempos áridos" é possível encontrar a divina presença representada pelas cores e formas. Muitas vezes é em condições escassas que transformamos o alimento à disposição em combustível para superar um desafio aparentemente intransponível. Utilizadas para curar cicatrizes da alma, renovar as forças e acessar a sabedoria interior!




 - Peregrina
Flor originária do Havaí, indicada para momentos em que a mente está sempre projetada no futuro impedindo o aproveitamento da existência no tempo presente. Planos, objetivos e idéias para o futuro são importantes e saudáveis, porém é necessário estar atento e vivo no "aqui e agora", pois não existe linha de chegada. Apenas, a glória do momento!







 - AZALEIA
Conta a lenda que um destemido e vitorioso imperador chines era infeliz porque não tinha o amor da mulher que vislumbrava em seus sonhos. Certo dia, ao regressar de mais uma batalha foi persuadido por um vendedor de flores que lhe ofereceu uma planta de Azaleia. Logo as plantou e não tardou para que seu romântico sonho se realizasse. Lembrando a orientação do vendedor, todos os dias o imperador e sua amada bebiam um chá feito com as pétalas da flor. E cada dia ficavam mais apaixonados! Precisa falar mais?! Ok - a Azaleia desperta a capacidade de sentir-se alegre e ressalta a visão positiva da vida nas personalidades fechadas ou amarguradas por traumas em relacionamentos afetivos!




 - Flor de Maracujá
A Flor de Maracujá é muito bela. Também conhecida como a "Paixão de Cristo" devido ao seu formato que encantou os espanhóis que por aqui chegaram lá por volta de 1600. Essa flor vem nos lembrar a facilidade que temos em nos direcionar para dimensões mais elevadas e atingir a força crística se tivermos fé, coragem e determinação na jornada terrena. Auxilia na compreensão dos instintos, traz calma e serenidade, assim favorecendo ao equilíbrio entre razão e emoção. Também é indicado para medos ocultos e ansiedade.




 - Ipomoea púrpura
Também conhecida como Glória-da-manhã, essa flor, originária do México e América Central, foi muito utilizada pelos Sacerdotes Astecas e Índios Chontal como planta medicinal e presente em rituais de cura. A planta é um arbusto que se entrelaça nas estruturas revelando a sua personalidade reconhecida nas pessoas que estão sempre buscando padrões alternativos de existência ou métodos vulgares de transcendência. Presente em vários sistemas florais, como os de Bach e Minas, essa essência está ligada à mitologia grega pelo deus do céu Urano. É a flor dos aquarianos. Ipomoea auxilia na desintoxicação por álcool e drogas, lembrando as pessoas que buscam caminhos tortuosos e formas destrutivas e cegas de transcendência de que a melhor forma de encontrar a si mesmo é desenvolver o interior, respeitar o ritmo e a ordem e compreender os ciclos que interferem na matéria.

quinta-feira, 7 de novembro de 2013

RODA CIGANA

RODA CIGANA por Caroline B. klipel

A Roda Cigana é o símbolo máximo da Cultura Cigana presente na bandeira que identifica este Povo. Representa o ir e vir sobre a Terra, os caminhos percorridos e sofridos pelas diversas intempéries e desafios. Por isso, na Roda também está contida a fonte de conhecimento, pois em círculo os ciganos se organizam para compartilhar a sua história e sabedoria. No centro, além da fogueira que aquecia os acampamentos antepassados, está presente os valores de liberdade, união e natureza que são como eixos por onde a Roda gira e conduz a trajetória deste Povo. Em carroça ou a pé, carro ou avião, a locomoção é uma sina e por onde passam deixam seu brilho e causam encantamento. Por vezes a desconfiança nos ciganos foi alimentada pelos outros Povos sendo muitos ainda marginalizados. Talvez, por isso ainda lutam em favor da preservação e respeito da sua cultura.
Muitas voltas dá uma Roda, e muitos assuntos são trazidos à tona recheados de experiência e sentimentos. Na Roda nos encontramos sem preconceitos de raça, credo ou cor. É ambiente propício para o sentir e refletir, pois “todos” somos mais “um”, que somados formamos novamente o todo. Também é um local de trocas, onde as vivências se complementam como elos que formam uma corrente e se fortalecem.
Vivemos num tempo em que muitos valores estão esquecidos ou renegados, pois o sistema de vida que “opera” atualmente não funcionaria se baseado em ordens de fraternidade, amor e comunhão com a natureza. Essa é a razão indiscutível para tantas doenças, segregação, desperdício de recursos naturais e dificuldades de relacionamento (entre tantas outras mazelas) que encontramos no mundo hoje. Por isso é importante reconhecer o positivo e o trazer à tona em momentos breves, mas intensos, nos quais possamos novamente nos identificar como seres humanos integrantes da Terra e pertencentes a ela. Faz-se necessário esse reconhecimento para que a distância entre os valores que constroem a nossa existência nessa dimensão de vida fique mais próximos do nosso coração.
Nesse sentido, a Roda Cigana propõe, à exemplo dos ciganos, um espaço-tempo onde possamos nos conhecer e nos reconhecer na liberdade de sermos mais a essência do que a aparência; a comunhão com a natureza possibilitando o conhecimento sobre os elementos que podem servir como preventivos da saúde humana, proteção do lar, harmonização energética e muito mais; a expressão das nossas emoções pela dança e música, além do colorido das roupas, que intensificam o contato consigo mesmo e com os planos superiores divinos.

Essa é a nossa proposta, OPTCHÁ!!!


quarta-feira, 6 de novembro de 2013

Cores para nossos olhos e para nossa alma

As cores são ondas luminosas que atravessam nossos olhos e por meio delas a matéria se manifesta, segundo o físico quântico Devid Bohm, que diz: “toda matéria é luz congelada”. Elas produzem uma sensação visual, pois vivemos rodeados por um cromatismo intenso. E, por isso, as cores influenciam os seres humanos nos âmbitos – fisiológicos, psicológicos, energéticos. As diferentes potências das cores atuam sobre os centros nervosos modificando o curso das funções orgânicas. De acordo com o pesquisador Theo Gimbel, autor do livro Forma, Som, Cor e Cura, “a cor, como vibração mais elevada que o som, apresenta consequentemente uma repercussão mais forte sobre o homem ou sobre qualquer matéria viva. Assim, a cor produz mudanças químicas mais sutis do que o som o faz”.

Em 1704, o físico e matemático inglês Isaac Newton (1642-1727) apresentou em sua obra um questionamento-chave para a relação luz e cor. Trata-se da passagem do raio de luz branca por um prisma, revelando o espectro cromático que, por sua vez, ao atingir um novo prisma, retorna a luz branca original. Ou seja, a luz é uma mediação que manifesta a matéria quando exposta aos feixes luminosos, uma grande intermediária entre o homem e a natureza.

Por ser uma realidade sensorial as cores produzem efeitos na emotividade humana. Podem causar movimento, no caso do amarelo, ou profundidade, se lilás; expansão, para o azul, e por aí vai... Cada cor tem a sua particularidade no que diz respeitos aos estímulos que provocam. Mas, o que é vermelho, verde e laranja? a cor em si só pode ser explicada quando mostramos coisas que têm essas cores. Essa subjetividade presente nas cores geram diferentes percepções e respostas para um mesmo mundo entre um indivíduo e outro.

Fato é que cada cor, sendo uma fração representativa da totalidade da luz é uma vibração que em contato com o corpo material vivo reflete a sua essência. Portanto, as cores têm significados e modificam os padrões energéticos vibracionais.

Palavras-chaves das cores:

ROSA: AMOR
Universo em Cores

VERMELHO: ESTRUTURA

LARANJA: VITALIDADE

AMARELO: MEMORIA

VERDE: COMUNICAÇÃO

AZUL: EQUILÍBRIO

ÍNDIGOANESTÉSICO

VIOLETA: LIMPEZA
 




segunda-feira, 21 de outubro de 2013

As Flores do Dr. Bach

"O Doutor Bach observou, por exemplo, que as sementes da flor Impatiens explodem violentamente e relaciona isso com à irritabilidade que acomete algumas pessoas. Nesse caso, o floral transmite uma mensagem de calma" explica Julian Barnard, que há 35 anos se ocupa em dividir e republicar as descobertas de Bach, segundo a revista bons fluidos, de setembro de 2013.


É dessa maneira simples que as flores curam as mazelas da alma. Através da Lei da Assinatura, que compara os problemas emocionais vividos pelas pessoas com a forma e características de vida da flor, a ação dos remédios florais tem como foco os sintomas emocionais apresentados pelas pessoas.


Edward Bach foi um médico homeopata bem sucedido que viveu entre 1886 e 1936. Fundou a Healing Herbs, fabricante das 38 essências florais descobertas por ele. Na sua pesquisa, descobriu que as flores carregam uma mensagem perceptíveis por nós, colocando-nos novamente em harmonia com a nossa essência interior.

Considerando que o estado emocional e mental influenciam na saúde humana, Bach observou em seu trabalho no hospital que pessoas com os mesmos problemas físicos respondiam diferentemente aos tratamentos dependendo de seus estados emocionais e mentais. A partir dessa constatação passou a "tratar a pessoa" e não a doença. "Isso não requer qualquer ciência, apenas um pouco de conhecimento, compaixão e compreensão da natureza humana, coisas que quase todos nós possuímos", assim disse Edward Bach em palestra pública no dia 24 de setembro de 1936.



Atualmente, os florais são reconhecidos como método instrumento de trabalho terapêutico pela OMS, considerados remédios vibracionais e devem ser entendidos como expressão de uma forma de pensar, sentir e atuar. Pesquisas recentes apontam que o uso dos florais têm influência positiva significativa em problemas como transtornos de ansiedade, depressão, insônia, problemas respiratórios, hipertensão, comprovando a sua eficácia.


Por ao redor do mundo, em circular!

 Liberdade. Sina destinada ao povo cigano, que há muito tempo percorre o mundo em seus movimentos circulares. Desde os tempos passados, quando saíram da Índia rumo ao ocidente, os ciganos preservam sua identidade circular. É possível observar a sua relação com o círculo, a geometria básica do universo, na sua trajetória pelo mundo ao longo dos tempos, na disposição dos acampamentos, nas relações interpessoais onde todos são colaborativos em suas devidas funções e na arte composta pela sua música e dança.


Essa sina talvez não tenha sido uma opção, é muito mais provável que tenha sido uma imposição de outros povos daquela época. E assim surgiu um tal grupo nômade, que ao vagar pelo mundo enriqueceu de sabedorias e contribuiu para a formação de diversas outras culturas. Certamente, é bem menos romântico pensar nas adversidades sofridas, no entanto sempre saltou aos olhos gadjós (não-ciganos) suas roupas coloridas, a intensidade de suas emoções, culinária, música, dança, encantaria. 

O nomadismo conferiu ao ciganos uma forte ligação com a natureza e o respeito aos ciclos de tempo. A observação da lua, dos ventos, o aproveitamento e utilização dos alimentos, ervas e flores, são exemplos de conhecimentos que os ciganos carregam em suas caravanas pelo mundo, hoje em dia bem mais modernizadas!

E quando o sol descansa para reinar o luar, costuma-se ascender a fogueira que, além de aquecer e aconchegar momentos de dança e música, proporciona a transmissão de contos e legados. Assim, os velhos convivem com os jovens, as crianças brincam e as mulheres bailam. Suas saias coloridas e rodadas a girar movimentam o ar e novamente nos deparamos com o movimento inerente a circular.


sábado, 5 de outubro de 2013

Flores e Curas II

Girassol



Planta originária da América do Norte, tem a propriedade de ser heliotrópica, ou seja, gira o caule sempre posicionando a flor na direção do sol. Daí seu nome ser Girassol, Helianthus (sistema Floral de Minas). Ser o sol de si mesmo, brilhante como o amarelo e cheio de sementes, essa flor vem nos auxiliar no equilíbrio entre o interno e o externo, a razão e a emoção, a cabeça e o coração. Realça a clareza do propósito aumentando o poder pessoal, pois essa planta tem a representação arquetípica do elemento masculino. Sua palavra chave é confiança! "Não importa o quanto às vezes seja difícil, o quanto às vezes eu me atrapalhe, o quanto às vezes eu seja a densa nuvem que esconde o meu próprio sol, quantas vezes seja preciso recomeçar: combinei comigo não desistir de mim." - Ana Jácomo

Camélia

A Camélia é uma flor do oriente que pode apresentar-se em várias cores, sendo as amarelas as mais raras. Essa flor vem nos falar de amor e do sentimento de inadequação que surge na alma quando não nos identificamos com ninguém. Sendo o sentimento mais nobre que o ser tem, o amor muitas vezes pode ficar encoberto por ódio, medo, culpa, desconfiança, ganancia, malícias, amarguras... E por aí vai... A Camélia desperta a vontade de amar em cada indivíduo impulsionando-o a viver a partir do despertar do auto-amor!




Bougainvillea

Planta brasileira que ficou famosa ao ser levada à Europa, por volta de 1790, por um francês que a nomeou com seu sobrenome. Também conhecida como Primaveras, as flores podem ser nas cores branca, rosa, vermelha e alaranjada. Gosta de muito sol. A essência dessa flor age nos focos de tristezas e amarguras arraigadas pelo tempo que nos colocam em desgaste emocional e até físico. Bougainville realça a criatividade fazendo transparecer a beleza interior. Favorece o contato com a revelação das contrapartes luminosas do ser, auxiliando-o a romper bloqueios e limitações!







Hibisco

Hibisco é uma planta asiática, símbolo do Havaí pela sua graça e beleza. Essa flor há muito tempo é usada para diversos fins medicinais, gastronômicos e ornamentais. O chá é bom para emagrecimento, combate o envelhecimento e faz muito bem ao coração, pois é rica em flavonoides. Muito usada em rituais para atrair amor e boa sorte por ser dedicada à Deusa Vênus. A essência floral de Hibisco resgata o calor afetivo e a expressão da sexualidade. Favorece os relacionamentos em geral, pois deixa o indivíduo mais receptivo ao convívio com as pessoas. Equilibra as forças sexuadas da alma potencializando a capacidade de criação!



Malva

Considerada uma erva daninha essa planta, desde a antiguidade, vem sendo utilizada em tratamentos para o aparelho digestivo, infecções urinárias e ginecológicas, além de tratar inflamações na boca e gengivas. A essência floral é muito útil para os temperamentos agitados e controladores que somatizados no físico se manifestam e sintomas inflamatórios e infecciosos. Traz calma e disposição para vencer os desafios, favorece a criatividade e resgata a fé interior!





Dente de Leão (taraxacum officinale)

Essa planta é natura da Europa e disseminada pelo mundo cresce até mesmo entre fendas no asfalto. Rica em minerais, esteróis e flavonoides, ajuda no combate da diabetes e facilita a digestão. Estimula a a secreção biliar por isso é indicada para tratamentos de hepatites. Indicada para pessoas criativas, idealistas e cheias de fervor agindo como depurativo do sangue. Facilita a expressão das emoções, pois refina a alma com a realidade externa quando há dissociação entre os pensamentos, sentimentos e atitudes. Resgata o sentimento de alegria observado na simplicidade da vida!




Gardênia

Esta linda flor é originária da China e desde tempos antigos é oferecida por pessoas que querem demonstrar seus sentimentos de doçura e amor. Indicada para quando os relacionamentos estão desgastados, onde a comunicação é falha ou indireta, essa flor renova o sentimento de paixão naqueles que estão demasiados ocupados no seu mundo pessoal (seja ele profissional) e por isso os sentidos de percepção do outro estão prejudicados. Se usada em aspersão no ambiente ativa a sensualidade, o toque e o carinho, pois favorece o espírito de presença plena no relacionamento!

terça-feira, 1 de outubro de 2013

A Dança

A Dança: criação e ritmo em permanente mudança, tal como nós!

A final, de que dança estamos falando? Daquela bailada, cantada, suada... Daquela cujo movimento expressa a emoção e chamamos de arte... Daquela que observamos nos animais, vegetais e astros do céu...
Tudo é dança, porque tudo é movimento.
Do ritmo nasce a ordem, que numa repetição, mesmo sem repetir, transcende no tempo a manifestação física da energia inquieta.
De um pólo a outro, entre um passo e outro, buscamos a si e encontramos o outro.
O um e o dois, mas também, pode ser três, quatro e assim por diante, nos números contém a harmonia.
E pela geometria da dança seguimos representando a magia do equilíbrio expressada no som e nos corpos que compõe o universo!

segunda-feira, 23 de setembro de 2013

Primavera, que venham as Flores!

E vem chegando mais uma Primavera, com seus botões a desabrochar lindas e perfumadas flores. O calor agradável, bem como a brisa que refresca as manhãs, floresce a vida no espírito da renovação.

Como é bom saber que sempre temos a oportunidade de recomeçar, encerrar o ciclo e se abrir para o novo, ou simplesmente continuar. Como é bom desapegar de crenças antigas, que já não sustentam mais o panorama de hoje. Como é bom olhar para frente, reverenciando o passado, mas presente no momento atual, pois é no hoje que se manifesta toda a beleza e criatividade que temos disponível.

Ares de Primavera, oportunidade para mudanças. Que tal arrumar o guarda-roupas, enfeitar a casa, colorir e perfumar? E assim, no ambiente de trabalho arrumar as gavetas, apontar os lápis, abrir a cortina? E assim, nos relacionamentos rever os amigos, visitar um parente, ajudar uma amigo?

Tantas são as oportunidades de empregarmos aquilo tudo que temos de bom e positivo, que, cultivado no inverno quente dos nossos corações, surge à tona na mais divina forma, assim como as flores em suas cores e variedades.

Os ciclos são muitos, basta observarmos a movimentação da vida e nos sintonizar com eles em harmonia. Respeitar os ciclos é compreender que há um processo de início, meio e fim; mas, que esse fim se funde com um novo começo e alimenta em nós a crença de que o tempo está além do alcance dos ponteiros. O tempo também está depositado naquilo que sentimos, projetamos e realizamos.

E no caminho: flores de Primavera

segunda-feira, 9 de setembro de 2013

Flores e Curas


Amor-Perfeito

Flor de fácil adaptação é considerada a flor dos apaixonados. Usada como poção mágica, em Sonho de uma Noite de Verão (Shakespeare), também é oferecida a Minerva (Deusa da Saberia).
Símbolo do amor infinito e incondicional, Amor-perfeito vem sendo usada tanto na culinária quanto na medicina há muitos e muitos anos. Chineses usavam para combater dores de cabeça, romanos preparavam cosméticos.
Na Terapia Floral é indicada para indivíduos frustrados afetivamente, que vivem em estado de solidão e estão confortáveis assim, porém intimamente continuam buscando a integração afetiva com outro ser. Traz a mensagem de alegria, flexibilidade, e a percepção de que o amor está em todas as relações nas mais diferentes formas e manifestações!


Érica Japonesa



Essa flor, nativa da Nova Zelândia, é um arbusto ereto, bastante ramificado e com muitas flores. Érica aprecia o inverno e o calor do sol. A presença dessa delicada flor nos auxilia no resgate da dignidade, auto-estima, liderança positiva e equilíbrio!











Margarida


Mal me quer, bem quer... Quem já não despetalou uma Margarida na infância? Originária do hemisfério norte, essa flor de centro amarelo sugere a esperança divina na busca do conhecimento.
Ativa a voz interior, pois como o número de pétalas nunca é igual ela nos fala sobre a inocência e pureza de sentimentos expandindo a nossa consciência na jornada da alma.
As margaridas são atuantes no processo de aprendizagem para quem tem visão fragmentada da vida e dificuldade em correlacionar eventos!




Flor de Laranjeira

A Flor de Laranjeira é uma flor branca de 5 pétalas muito perfumada. Tradicional em casamentos, representa fertilidade, pureza e alegria. O uso dessa essência em óleos e aromatizadores renova os votos de união e harmonia atuando nos relacionamentos!







Flor de Cerejeira

Árvore frutífera originária da Ásia que dá flores rosas ou brancas, também conhecida como Sakura. No sistema de florais de Bach a essência tem o nome de Cherry Plum.
Essa essência ajuda no descontrole emocional que pode decorrer em situações de conflito, onde o medo de perder o controle é muito grande.
Cherry Plum diminui a tensão, pois favorece a clareza dos sentimentos e a adequação das atitudes harmonizando o indivíduo com o fluir da vida!




Zinia

A planta é originária do México, as flores são bem vistosas e podem ter diversas cores. Por isso, o buque de Zinias coloridas nos auxilia na cura da criança ferida fazendo-se manifestar a espontaneidade e a descontração. Acentua o bom-humor, a leveza e os pensamentos positivos diante dos desafios da vida!




Brinco de Princesa

Flor símbolo do Estado do Rio Grande do Sul.
A planta chama-se Fuchsia, mesmo nome que leva a essência floral no sistema dos Florais de Minas.
Para aquelas pessoas que riem por fora, mas choram por dentro é considerada um ansiolítico, pois a essência dessa flor auxilia no resgate da verdadeira alegria e coragem na vida sendo mais honestas com seus sentimentos!